Início / Plantão de Polícia / Plantão de Polícia-Garçonete denuncia assédio de cliente em bar da cidade

Plantão de Polícia-Garçonete denuncia assédio de cliente em bar da cidade

Plantão de Polícia-Garçonete denuncia assédio de cliente em bar da cidade

Por Gilmar Ishikawa

Garçonete denuncia assédio de cliente em bar da cidade

Gerente chamou a atenção do grupo e pediu para que rapazes se retirassem do estabelecimento

Na noite de domingo, 9 de janeiro, uma garçonete de 17 anos de idade, registrou boletim de ocorrência para denunciar assédio que teria sofrido no estabelecimento comercial onde trabalha.

Segundo as informações, ela estava trabalhando, quando, ao passar por uma das mesas do estabelecimento, um indivíduo que por ali estava passou a mão em sua cintura e nos seus braços, deixando a moça constrangida.

Ela relatou o caso ao gerente que, de imediato, pediu aos ocupantes da mesa, inclusive o importunador, que se retirassem do local.

Conforme consta do Boletim de Ocorrência, o grupo de rapazes deixou a choperia em um veículo importado, de cor verdade, com placas de Mococa.

A jovem declarou na ocorrência que vai representar contra o importunador. O caso foi registrado como Constrangimento Ilegal.

Ladrão usa agulha de crochê para roubar comerciante

Aconteceu em Caconde, na tarde do último sábado, 8 de janeiro. Uma equipe da Polícia Militar foi acionada para atende a uma ocorrência de roubo a um estabelecimento comercial.

No local dos fatos, uma comerciante declarou que um indivíduo negro trajando camiseta vermelha, bermuda e chinelo adentrou ao estabelecimento fazendo menção de estar armado e anunciou o roubo. Na ocasião, o ladrão levou aproximadamente R$ 200 (duzentos reais) da vítima.

De posse das características e imagens fornecidas por câmeras, a equipe iniciou um patrulhamento com vistas a localizar o autor, o que não demorou muito. O homem foi abordado nas imediações do estabelecimento no momento que entregava um objeto a uma outra pessoa.

Ambos foram submetidos à busca pessoal e o autor do roubo foi logo identificado e reconhecido pela vítima.

Com ele havia 281 reais e uma agulha de crochê, possivelmente a suposta arma usada para o assalto. O homem foi preso em flagrante e levado para a Cadeia de Casa Branca, onde permaneceu preso à disposição da justiça.

Polícia investiga caso de estupro em Tambaú

Na manhã de sábado, 8 de janeiro, uma equipe da Polícia Militar de Tambaú foi acionada a comparecer ao Pronto Socorro daquela cidade onde duas garotas, de 13 e 15 anos de idade, estavam passando por atendimento médico, por suspeita de terem sido vítimas de estupro.

As menores estavam acompanhadas pelos responsáveis que relataram o caso.

Segundo disseram, durante a madrugada as menores foram a um Motel da cidade, acompanhadas por outras três pessoas, maiores de idade.

No local, teriam feito uso de bebidas alcoólicas, de maconha e mantiveram relações sexuais com as menores.

O Conselho Tutelar foi acionado e colheu as versões das menores e o caso agora é investigado pela Polícia Civil, em segredo de justiça.

Homem agride a esposa grávida

Na tarde de quarta-feira, 12, uma equipe da Polícia Militar foi acionada para atendimento a uma ocorrência de violência doméstica, na zona rural de São Sebastião da Grama.

No local dos fatos, a vítima, de 22 anos de idade, grávida, relatou que teve um desentendimento com o seu companheiro. O homem ficou irritado a agrediu com socos no rosto, chutes na barriga.

A vítima informou ainda que o agressor quebrou móveis e outros objetos da casa. Depois, pegou uma foice e ameaçou a mulher.

O autor, que estava no local, disse que a discussão foi por causa do celular. E que a vítima o teria agredido.

Relatou ainda que ao tentar se defender acabou quebrando os vidros do seu carro.

Mas os argumentos não convenceram e, diante dos fatos, os policiais deram voz de prisão ao agressor, que permaneceu preso à disposição da justiça.

A mulher foi socorrida e passou por atendimento médico no Pronto Socorro da cidade.

Homem morre após tentar separar briga

Um homem de 35 anos morreu após ser espancado no bairro Vila Cruz na madrugada desta sexta-feira, em Poços de Caldas. De acordo com as informações da polícia daquela cidade, Thiago Fiorito Vianna foi tentar separar uma briga entre um soldador de 36 anos e outro homem de 38 anos.

Segundo o boletim de ocorrência, os três estavam juntos em um bar no Bairro Vila Cruz, quando se desentenderam. Uma testemunha contou que viu o soldador agredir o homem de 38 anos, mas não sabia o motivo. Thiago teria tentado impedir a agressão, mas também foi agredido, caiu ao chão e levou chutes e socos na cabeça.

A Polícia Militar foi acionada e encontrou Thiago e a outra vítima das agressões caídos ao chão. A testemunha mostrou o autor das agressões aos militares que o prenderam próximo à Praça Paulo Afonso Junqueira.

Uma equipe do Samu foi acionada e tentou reanimar Thiago, mas ele não resistiu e faleceu.

A outra vítima das agressões foi socorrida e encaminhada ao Hospital Santa Casa.

Segundo a assessoria de comunicação do Hospital, o outro paciente agredido sofreu múltiplas fraturas, está entubado e irá para o CTI, seu estado é considerado gravíssimo.

São João – Solucionado o caso de atropelamento e morte do coletor de recicláveis

A Polícia Civil de São João da Boa Vista solucionou o caso do atropelamento e posterior morte de um coletor de recicláveis, ocorrido em novembro passado na cidade. As investigações levaram ao responsável pelo atropelamento e, mais do que isso, revelaram que a morte do catador foi premeditada.

O coletor, de 57 anos, morreu após ter sido atropelado por um Gol, na noite de 7 de novembro. Na ocasião, o motorista fugiu sem prestar socorro. Imagens registradas por câmeras de segurança, mostraram que o atropelamento não foi acidental.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, com base nas imagens foi possível constatar que o catador de recicláveis foi seguido pelo Gol, até o local do atropelamento.

O carro foi encontrado dias depois, abandonado em uma propriedade rural e sem as placas. Já no dia 10 de novembro, um rapaz, de 29 anos de idade, se apresentou na delegacia de Pederneiras, a mais de 230 km de São João da Boa Vista, onde confessou ter atropelado. Naquela cidade, o atropelador permaneceu na casa de familiares.

De acordo com a Polícia Civil, o rapaz teria alegado que pretendia “dar um susto” no catador. O motorista teve prisão temporária determinada pela Justiça e foi transferido para a Cadeia Pública de São João da Boa Vista.

Ainda durante as investigações, os policiais descobriram que o pai do motorista estava presente no dia do crime. Ele também havia fugido para Pederneiras após o atropelamento.

A polícia já pediu a prisão preventiva do pai do motorista. Falta saber agora a motivação para o crime.

O motorista continua preso.

Ambos vão responder por homicídio qualificado, ou seja, quando há a intenção de matar por um motivo específico. (Com informações de O Município)

Confira também

Taça Dec Liga de FutSal 2022- Esc São Lucas e Leão FutSal vencem na rodada

Taça Dec Liga de FutSal 2022- Esc São Lucas e Leão FutSal vencem na rodada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *