Início / Plantão de Polícia / Plantão de Polícia Quarta-feira Dia 20/05/2020- Polícia Civil esclarece homicídio

Plantão de Polícia Quarta-feira Dia 20/05/2020- Polícia Civil esclarece homicídio

Plantão de Polícia Quarta-feira Dia 20/05/2020Polícia Civil esclarece homicídio

Por Luis Fernando Benedito

Furto

Na tarde de ontem a Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de furto no Sítio São Bento, onde populares haviam detido um dos autores. No local os policias depararam com um homem de 39 anos que disse que estava a caminho da propriedade rural de sua família, quando se deparou com três indivíduos, dentre eles um homem de 21 anos (que estava detido por ele e pelos populares), os quais carregavam sacos, sendo que solicitou apoio de um funcionário e resolveu questionar aquelas pessoas, que num primeiro momento informaram que estavam naquelas imediações para a prática da pesca. Ele solicitou então que eles exibissem o que havia no interior dos sacos e ao ser mostrado, deparou com fiação elétrica e pôde reconhecer parte da fiação como sendo furtada de sua propriedade, ressaltando também que os outros dois indivíduos evadiram-se, adentrando em uma mata, tomando destino ignorado. Em contato com o indivíduo de 21 anos este informalmente admitiu a prática do furto, inclusive, citou o nome das pessoas que estavam com ele. Assim ele recebeu voz de prisão e foi levado à Delegacia de Polícia. Já na delegacia um outro homem de 50 anos compareceu ao local e disse que ao tomar conhecimento do ocorrido e vistoriar a propriedade rural de sua família, situada próxima ao local do furto, notou também a subtração de fiação, momento em que se deslocou a delegacia para complementar o presente registro. Ainda na delegacia chegou à informação de um outro indivíduo de 43 anos que pretendia se entregar. Ele foi indagado e acabou admitindo sua participação no furto, dizendo que estaria passando por dificuldades financeiras e também recebeu voz de prisão. Foi elaborado o boletim de ocorrência.

Furto

Um homem de 40 anos acionou na manhã de ontem a Polícia Militar. Aos policiais ele disse que recebeu a informação de um amigo que havia ocorrido um furto na propriedade rural que ele arrendou no Sítio das Macaúbas, ocasião em que compareceu no local e deparou com portas de dois galpões danificadas bem como a porta da residência do sítio também danificada. Inspecionou a propriedade e notou a falta de uma sela de montaria, que se encontrava no interior de um dos galpões, além de ter alimentos que foram consumidos provavelmente pelo autor dos fatos.

Estelionato/Fraude

Na tarde de ontem um jovem de 24 anos residente no Bairro Santa Luzia entrou em contato com a Polícia após ter sido vítima de estelionato. Aos policiais ele informou que encontrava-se em sua residência quando recebeu uma ligação cujo o interlocutor dizia ser seu primo que havia retornado do Japão e estaria trazendo sua tia que mora em Monte Santos de Minas para sua residência, no entanto, seu carro havia quebrado e estava na entrada de São José do Rio Pardo e solicitou que fosse efetuado depósitos em sua conta bancaria para pagar o conserto de seu carro, pois estava desprovido de recursos naquele momento, sendo então lhe informado três números de contas bancárias, onde foram efetuados depósitos em dinheiro nos respectivos valores: R$ 1.500,00, R$ 1.500,00 e R$ 1.100,00. O jovem disse ainda que após os depósitos, recebeu outra ligação do mesmo número onde a pessoa solicitava mais dinheiro, pois o veículo teria mais defeitos, foi quando seu pai chegou em casa e ao informá-lo do fato, o mesmo veio a suspeitar e o impediu de fazer outro depósito bancário e apurou que se tratava de uma fraude e como não conseguiram reaver o dinheiro, procuraram apoio da polícia militar para o registro da ocorrência.

Polícia Civil esclarece homicídio

Quatro pessoas foram presas pela Polícia Civil de Vargem Grande do Sul, ontem terça-feira, dia 19, suspeitas de terem matado a pauladas um andarilho em Vargem Grande do Sul na madrugada da segunda-feira, dia 18. De acordo com o delegado Antônio Carlos Pereira, se tratam de um adolescente e três maiores de 18 anos detidos pelo assassinato da vítima, um homem de 59 anos, natural do Paraná, mas que possui família em Mogi Guaçu. Dos quatro presos, dois eram de Vargem e dois eram de fora da cidade. O trabalho de investigação teve início logo que o corpo da vítima foi encontrado. Assim que os policiais conseguiram identificar o homem verificaram que se tratava de um andarilho e então passaram a entrar em contato com entidades que fazem o atendimento a essa população. Dessa maneira, chegaram aos suspeitos. Dois deles inclusive foram detidos no terminal rodoviário de São João da Boa Vista. Eles acabaram contando na Delegacia da Polícia Civil que o grupo tinha ficado na praça até depois da meia-noite do domingo para a segunda. A discussão teve início quando decidiram fumar um pedaço de fumo de corda que estava com a vítima. A briga começou, pois o homem teria escondido este pedaço de fumo dos demais. Eles golpearam a vítima com um pedaço de madeira medindo 1,20 metros, que foi apreendido. Segundo o delegado, os quatro responderão por homicídio doloso qualificado por motivo torpe e emprego de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Leia notícia completa na edição deste sábado da Gazeta de Vargem Grande.

Ato infracional de tráfico de drogas em Aguaí

A Polícia Militar de Aguaí foi acionada para averiguar ocorrência de tráfico de drogas. Ao chegar ao ponto indicado na denúncia, avistaram a presença de um adolescente que fora submetido à abordagem policial e busca pessoal, e, após vistoriarem minuciosamente aquele local, localizaram um total de 1.400 kg de maconha e a quantia de R$ 365,00 em dinheiro. O menor infrator permaneceu apreendido à disposição da Justiça.

A Polícia Militar de São João da Boa Vista prende homem que praticou vários roubos na região

Ontem, dia 18, policiais militares de São João da Boa Vista, após serem noticiados pelo Centro de Operações sobre o local aonde poderia estar escondido o indivíduo que vinha praticando diversos roubos na região, deram início a operação com utilização de cerco policial em uma propriedade na área rural e, após algumas tentativas de fuga do procurado, efetuaram a prisão do criminoso pelo reconhecimento de autoria de crime, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, bem como efetuaram a apreensão da quantia de R$ 559,00 em notas variadas e R$ 100,00 em notas falsas pertencentes ao comparsa que fugiu no momento da abordagem.

Gerente do Banco do Brasil de Guaxupé e assaltante morrem após crime violento

Fonte: Jornal Jogo Sério

O gerente de atendimento do Banco do Brasil de Guaxupé, Alexandre Vieira Rodrigues, de 39 anos, e o assaltante Heber Vasconcelos Lopes, 34, faleceram na manhã de hoje em consequência de disparos de armas de fogo. O primeiro foi vítima de sequestro e assalto, cujo crime foi praticado pelo segundo, com o apoio de outros comparsas. Alexandre, sua esposa e os dois filhos do casal foram feitos reféns na própria casa onde moram, o bancário foi levado à agência do Banco do Brasil com o bandido, enquanto outros membros da quadrilha (não se sabe ainda quantos) mantiveram a mulher e as crianças em cárcere. Acionada, a Polícia Militar e integrantes da Polícia Civil compareceram ao banco, cercaram as imediações da Avenida Conde Ribeiro do Valle e mantiveram-se em posição estratégica (um expressivo número de pessoas aglomerou-se por perto, a fim de assistir o desenrolar dos fatos). Assim que o assaltante saiu do banco e percebeu que seria preso, agarrou o gerente e apontou contra a cabeça dele um revólver. Em poucos segundos, a vítima foi baleada (a polícia afirma que o disparo foi feito pelo bandido) e em seguida o autor também alvejado (por um dos policiais presentes). Ambos foram socorridos por unidades do Corpo de Bombeiros, mas Alexandre, cujo tiro atingiu sua cabeça, já chegou sem vida ao Pronto Socorro. Heber, que teria sido conduzido ainda consciente, segundo consta, morreu no Hospital.
Em meio às mortes ocorridas em plena Avenida, a esposa e os filhos do gerente eram libertados às margens da BR 491, mais precisamente próximo da Associação Atlética Banco do Brasil – AABB. Resgatados por policiais, eles foram conduzidos à 79ª Cia. PM/MG, onde uma equipe de psicólogos da Prefeitura prestou-lhes auxílio, dado ao abalo emocional. A polícia guaxupeana, que no momento encontra-se apoiada por autoridades civis e militares de outras cidades, procura pelos demais integrantes do banco, os quais fugiram supostamente no carro das vítimas. A perseguição contou inclusive com helicóptero e forças especiais.

Confira também

LRFS dá inicio às decisões do Regional de Base

LRFS dá inicio às decisões do Regional de Base Pelas fases decisivas do Campeonato Regional …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *