Início / Local / Violência contra mulher cresce 27% na região

Violência contra mulher cresce 27% na região

Violência contra mulher cresce 27% na região

Informação é do delegado Wanderley Fernandes, da Seccional de Casa Branca

 

O caso de Elaine Perez Caparroz, de 55 anos, espancada no Rio de Janeiro por Vinícius Batista Serra, de 27 anos, durante quatro horas chocou o país. O jornal procurou esta semana a Delegacia Seccional de Casa Branca para saber como está esse assunto na região e foi informado pelo delegado Wanderley Fernandes Martins Júnior que a situação preocupa.

“Houve um aumento registrado nas delegacias de polícia (da região) de 27% nos últimos tempos”, revelou, explicando depois, por telefone, que esse percentual refere-se ao crescimento verificado em um ano,de 2017 para 2018.

Em relação ao que ocorreu no Rio de Janeiro, Wanderley define o caso como “gravíssimo”, lamentando que “infelizmente é uma realidade”. Mas ressalvou: “As vítimas de violência doméstica estão notificando mais os casos”.

“Acredito que isso se deva à edição da Lei Maria da Penha, que prevê medidas protetivas contra os agressores, que é o afastamento do lar e a proibição de se aproximar da vítima. Com os casos noticiados pela imprensa, a notificação das vítimas tem aumentado bastante”.

“Quando se mostra a realidade nua e crua da violência, como nós tivemos nesse exemplo do Rio de Janeiro, que chocou bastante pelo estado da vítima, incentiva as mulheres, que muitas vezes chegam na delegacia e dizem que não querem que aconteça com elas o que aconteceu com aquela mulher que apareceu na televisão”, prosseguiu.

De acordo com o delegado, quando o agressor é pego em flagrante, é preso imediatamente. A exceção fica por conta dos casos de ameaça, em que o autor só é preso se a vítima concordar.“Houve uma modificação recente na lei Maria da Penha que criminalizou o descumprimento da medida preventiva. Se o agressor se aproximar da vítima e for pego em flagrante, ele será autuado e não é cabível fiança nesse caso”, finalizou o delegado.

Brutal agressão contra Elaine Perez Caparroz repercute no país

 

Mulher é ameaçada em sítio  e autor foge antes da PM

Na noite de ontem, dia 21, uma moradora do Sítio da Barra acionou a Polícia Militar após ter sido ameaçada. Em seu depoimento MICT, de 36 anos, disse que o autor das ameaças danificou uma janela de sua residência com uma madeira e ainda ameaçou colocar fogo na casa e que iria agredi-la, mas depois evadiu-se do local, antes da chegada da polícia militar.

 

Rapaz descumpre a ordem  judicial e volta para cadeia

Um jovem de 25 ano,s WMG, foi preso na tarde do dia 17 de fevereiro por descumprimento de ordem judicial. De acordo com o boletim de ocorrência, a mãe do jovem, RAM, de 46 anos, chamou a Polícia Militar após o seu filho lhe procurar pedindo por um aparelho celular. De acordo com medida judicial expedida pelo juiz da 1ª vara Wyldensor Martins Soares, o jovem teria que manter uma distância mínima de 200 metros da casa da mãe. Com a desobediência, ele acabou preso.

 

Jovem de 18 anos é preso  com drogas no Cassucci

A Força Tática da Polícia Militar, em patrulhamento na madrugada de18 de fevereiro, prendeu um jovem de 18 anos, FGDF, que vendia drogas perto dos predinhos do Profast, na Rua das Mangueiras, bairro Carlos Cassucci. Ele foi abordado após os policiais o verem vendendo drogas a um indivíduo, que fugiu ao ver a polícia.

O jovem, que estava em uma moto, foi revistado e com ele foram encontrados: R$ 160, um aparelho de celular, 31 porções de crack, três micropontos de LCD (droga sintética), quatro porções de maconha e mais uma porção de maconha à granel.

FGDF, recebeu voz de prisão em flagrante por tráfico de drogas e foi conduzido à Delegacia de Polícia, onde permaneceu preso.

 

Confira também

Dec sedia no domingo o FESTIVAL DE MINI BASQUETE DA COPA DIFUSÃO.

Dec sedia no domingo o FESTIVAL DE MINI BASQUETE DA COPA DIFUSÃO. Por Hebinho Souza …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *