Início / Local / Projetos ambientais são apresentados ao FEHIDRO

Projetos ambientais são apresentados ao FEHIDRO

Projetos ambientais são apresentados ao FEHIDRO

 

Três projetos de solicitação de recursos do Fehidro  (Fundo Estadual de Recursos Hídricos), para obras no setor do meio ambiente foram protocolados na última  sexta (10) na  CBH Pardo (Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Pardo), em Ribeirão Preto, pela Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo.

Eles contemplam a recuperação da área do antigo aterro de lixo que fica na estrada São José do Rio Pardo à Tapiratiba, que já está com suas atividades encerradas, só que por um longo tempo, a Prefeitura ainda terá que cuidar da emissão de chorume, de gás e análise da água de subsolo. “Estes serviços custam muito aos cofres públicos e por isso através da Secretaria de Obras, utilizará os recursos, se obtidos, para custear essa restauração e a recuperação da área do aterro ”,explicou o engenheiro agrônomo Luiz Roberto de Oliveira, representa da Prefeitura Municipal na Bacia do Pardo é membro titular em duas Câmaras Técnicas da instituição.

Planta projeto de recuperação do aterro

 

Um outro, apresentado através da Fundação de Pesquisa,  solicita  a construção de um galpão,    em suas dependências que contará com salas de aula de educação ambiental, para dias de campo, laboratório, entre outros benefícios.  “Vai  ser uma obra de grande importância para a Fundação de Pesquisa, pois poderemos promover ainda cursos de formação ambiental, difundir nossos experimentos e guardar os nossos equipamentos”, disse o zooctenista da CDRS, Rodrigo Vieira de Moraes

Planta Galpão Fundação de Pesquisas

O terceiro projeto,  através da SAERP , pleiteia a construção de uma adutora de distribuição de água, que interligará o tratamento de água ao bairro Santa Tereza.

Além de destacar  a importância dos projetos apresentados, o secretário de agricultura e meio ambiente  Hélio Escudero,  anunciou que deverá apresentar brevemente, um projeto na área da reciclagem,  onde toda a população será convidada a participar, e inclusive, podendo até ser ressarcida por isso.

“Hoje a população está jogando dinheiro fora ao não reciclar o seu lixo. É uma garrafa peti, uma lata, um papel, um plástico, enfim tudo. Isso que está sendo jogado fora, vale  dinheiro e está detonando o meio ambiente. Então, estamos elaborando um projeto, que já está em fase final, onde vamos pedir a colaboração da população que vai colaborar com o meio ambiente e receber de volta por essa ajuda”, disse Escudero.

 

Confira também

1ª Copa Regional Unimed de Futebol 2019- Troféu Mário Franchiosi (Bauer) – Nacional (Grama) vence o Cantoia (SCP) por  3×1

1ª Copa Regional Unimed de Futebol 2019- Troféu Mário Franchiosi (Bauer) – Nacional (Grama) vence …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *